Mesas Redondas

IODP no Brasil

Data: 11/10/2016
Horário: 09:00-12:00
Sala: Sala 16 - D4-400 C
Mediador: Geol. Jovane Luigi (IO/USP)
Debatedores:
Priscilla (CAPES)
Demais universidades

I Fórum nacional das Empresas Juniores de Geologia: Mesa Redonda: “A importância do Movimento Empresa Júnior na formação acadêmica dos estudantes de geociências”

Data: 11/10/2016
Horário: 10:00-12:00
Sala: Sala 18 - Atendimento
Realização: Germano Alves Batista (UFOP)

Mudanças Climáticas Globais

Data: 11/10/2016
Horário: 14:00-16:00
Sala: Sala 18 - Atendimento
Mediador: Prof. Enesto Luis Lavina (UNISINOS)
Debatedores:
Jefferson Cardia Simões (UFRGS)
Flávio Juarez Feijó (Consultor)
Tamática: As Mudanças Climáticas Globais tem sido um tema amplamente discutido e difundido em âmbito internacional, e a Comissão Organizadora do 48º Congresso Brasileiro de Geologia (48º CBG) considera de grande relevância que este tema seja debatido no maior evento das Geociências da América do Sul. Antes da finalização dos debates, haverá também a apresentação do filme “Thin Ice: a história por dentro da ciência do clima”.

A Província Magmática Paraná-Etendeka no Brasil: relações temporais e petrológicas entre o magmatismo toleítico e alcalino e suas implicações geodinâmicas (acesse o cronograma)

Data: 12/10/2016
Horário: 09:00-16:00
Sala: Sala 15 - D4-400 B
Mediadores:
Prof. Dr. Excelso Ruberti (USP)
Prof. Dr. Valdecir de Assis Janasi (USP)
Prof. Dra. Leila Soares Marques (USP)
Debatedores:
Valdecir A Janasi (IGc-USP)
Hildor Seer (CEFET-MG)
Lucia C Moraes (CEFET-MG)
Fabio B Machado (Unifesp)
Francisco A Negri (IG-SMA-SP)
Vidyã V Almeida (CPRM)
Rogério G Azzone (IGc-USP)
Maria Isabel Giraldo (IGc-USP)
Eleonora G Vasconcelos (UFPR)
Maria de Fátima Bitencourt (IG-UFRGS)
Marcell L Besser (CPRM)
Breno Waichel (UFSC)
Otavio Licht (Mineropar-PR)
Tamática: Nesta mesa redonda, associam-se alguns dos grupos de pesquisa mais atuantes no estudo do magmatismo mesozóico-cenozóico do sul e sudeste brasileiro, com o objetivo de procurar de modo integrado a solução de alguns dos problemas petrológicos e geofísicos mais relevantes no tema, em especial a estratigrafia e cronologia do magmatismo, os processos físicos de alojamento e extrusão dos magmas, a natureza das fontes, com ênfase nos processos de geração de magmas no manto e crosta subjacentes, e o significado geodinâmico do magmatismo.
PARA ACESSAR O CRONOGRAMA COMPLETO DESSA MESA REDONDA, CLIQUE AQUI.

Geoética e Geocomunicação

Data: 12/10/2016
Horário: 14:00-16:00
Sala: Sala 16 - D4-400 C
Mediador: Marcos Nascimento (UFRN)
Debatedores:
Prof. Dr. Haydon Mort (UFPE)
Prof. Dr. Iain Stewart (University of Plymouth)
Prof. Dr. Heinrich Theodor Frank (UFRGS)
Prof. Dr. Paulo de Tarso Amorim Castro (UFOP)
Msc. Geol. Olavo Poester (UFRGS)
Tamática: A geocomunicação é compromisso inerente aos profissionais das geociências devido às implicações éticas, sociais e culturais que o uso humano do planeta e seus recursos demandam. Muitas vezes delegamos a comunicação científica para o público a não geocientistas, sejam eles políticos ou jornalistas, gerando equívocos conceituais que afastariam a população de questões de impacto real às suas vidas, como as dinâmicas de funcionamento do Sistema Terra, desastres naturais, mudanças climáticas etc. O objetivo desta mesa redonda é expor as demandas e os desafios envolvidos na prática da geocomunicação ao público leigo com vistas à manutenção da qualidade de vida humana e a preservação sustentável dos recursos naturais do Planeta Terra, reforçando o papel ético destes profissionais em tornarem-se agentes ativos na comunicação direta com o público.

Inventário de Sítios Geológicos no Brasil

Data: 13/10/2016
Horário: 09:00-12:00
Sala: Sala 11 - D1-100
Mediador: Marcos Nascimento (UFRN)
Debatedores:
Maria da Glória Motta (USP)
Gil Piekarz (MINEROPAR)
Antonio Dourado (CPRM)
Tamática: A geodiversidade, entendida como a variedade natural de elementos geológicos e geomorfológicos, é dotada de uma série de valores estéticos, funcionais, ecológicos e culturais, além do seu evidente valor científico-educativo. Seu estudo permite uma ampla gama de abordagens, escalas, técnicas e metodologias. O levantamento dos locais de interesse geológico muitas vezes passa pela necessidade da sua identificação e pela obtenção de seus valores, passando necessariamente pelo seu inventário.

Filme “Switch”

Data: 13/10/2016
Horário: 09:00-12:00
Sala: Sala 15+16 - D4-400 B+C
Apresentação: Igor Viegas (PETROBRAS)
Tamática: Switch é um filme que aborda de forma imparcial os aspectos positivos e negativos de todos os tipos de energia e faz uma previsão da matriz energética mundial nos próximos 50 anos, sob o olhar do Geólogo Scott Tinker da University of Texas. O filme demonstra diversos dados para subsidiar discussões pertinentes ao tema questão. O documentário tem duração de 98 minutos e não possui tradução para o português. Após a finalização do documentário, ocorrerá uma discussão sobre os principais aspectos abordados no documentário, propiciando a troca de ideias e os diferentes pontos de vista dos geocientistas brasileiros sobre o tema.

Riscos Ambientais Urbanos

Data: 13/10/2016
Horário: 09:00-10:15
Sala: Sala 3 - Anexo Térreo - Sala 100 (103)
Mediador: Geól. Dr. Antonio Pedro Viero (UFRGS)
Debatedores:
Geól. Dr. Edir Edemir Arioli (MINEROPAR)
Geól. Dr. Dr. Fabrício Araújo Mirandola (IPT/SP)
Tamática: Análise e avaliação de desastres ambientais urbanos que vem ocorrendo com frequência e intensidade crescentes no Brasil, principalmente nas grandes cidades, com foco nas causas e nas políticas de gestão de riscos ambientais adotadas pelo poder público e sociedffffade civil.

Recursos Energéticos e Riscos Ambientais Associados

Data: 13/10/2016
Horário: 10:45-12:00
Sala: Sala 3 - Anexo Térreo - Sala 100 (103)
Mediador: Geól. Dr. Ricardo Latgé Milward Azevedo (PETROBRAS)
Debatedores:
Geól. Guilherme Estrella (PETROBRAS)
Eng. Dr. Marcus Coester (FIERGS)
Tamática: Os combustíveis fósseis na matriz energética Brasileira: aspectos tecnológicos e ambientais na cadeia produtiva e o mercado global.

Mineração e Riscos Ambientais Associados: O caso de ruptura da barragem de rejeitos em Mariana, MG

Data: 13/10/2016
Horário: 14:00-16:00
Sala: Sala 3 - Anexo Térreo - Sala 100 (103)
Mediador: Geól. Pablo Souto Palma (CONFEA)
Debatedores:
Eng. Dr. Waldyr Lopes de Oliveira (UFOP)
Geól. Victor Hugo Froner Bicca (DNPM)
Tamática: A mineração no Brasil e no mundo: aspectos tecnológicos, ambientais e de mercado, e o caso da ruptura da Barragem de Rejeitos da Samarco, em Mariana, MG.

Projeto GEOSURF: Novas Maneiras de Divulgar as Geociências à Sociedade

Data: 13/10/2016
Horário: 14:00-16:00
Sala: Sala 11 - D1-100

Realização
Organização
Newsletter

Contatos

Secretaria Executiva:
MCI São Paulo
Fone / Fax: 55 11 3056-6000
48cbg@mci-group.com

Inscrições e envio de trabalhos:
Natália Vieira
inscricoes@mci-group.com
Tel.: +55 (51) 3061-2959 / 8443-2166

48º Congresso Brasileiro Geologia